Estefano Zaquini perde o MasterChef: A Revanche, se abala e sai sem dar entrevistas - Portal Overtube Estefano Zaquini perde o MasterChef: A Revanche, se abala e sai sem dar entrevistas - Portal Overtube

Estefano Zaquini perde o MasterChef: A Revanche, se abala e sai sem dar entrevistas

Band exibiu na noite desta terça-feira (17) a grande final do reality MasterChef: A Revanche. Chegaram ao último episódio da atração os chefs Vitor Bourguignon Estefano Zaquini, tendo esse primeiro conseguido sair com a vitória.

Estefano demonstrou bastante emoção durante toda a atração, que estreou em outubro, e se mostrava bastante confiante para levar o prêmio final. Vitor, no entanto, acabou levando a melhor nas últimas provas e, por uma pequena diferença, é o campeão.

Os telespectadores mais atentos perceberam que Estefano ficou bastante abalado ao descobrir que não foi o vencedor. Assim que o resultado foi revelado pela apresentadora Ana Paula Padrão, ele foi visto chorando e sendo consolado por outros participantes e familiares.

De acordo com informações do portal UOL, além de ter sido amparado, o confeiteiro deixou os estúdios da Band rapidamente e não concedeu entrevistas. Apenas mais tarde, em uma live feita enquanto estava à caminho do hotel, ele falou sobre a final.

Novidades para 2020

E Estefano Zaquini revela que, de fato, ficou bastante decepcionado por não ter sido escolhido. “Fiquei frustrado no começo. É o que a gente quer? Não, queremos vencer, mas os planos de Deus são maiores do que os meus. Parabéns para o Vitor que é um grande cozinheiro”.

O cozinheiro, aliás, contou aos seguidores que vai anunciar no ano que vem a abertura de uma confeitaria. “A partir de janeiro vocês vão ter uma confeitaria muito top no ABC, com toque francês e com as minhas sobremesas”, explicou o ex-participante do MasterChef.

Vitor, por sua vez, revelou que não esperava pela vitória e afirma que Estefano é tão merecedor quanto ele. “Ele tem uma trajetória linda. Até o anúncio eu me colocava como vice-campeão e por isso fiquei atônito, sem reação. De coração, sou grato a Deus por dividir esse momento com o Estefano. Gostaria que ele tivesse levantado o troféu comigo”.

Top