Fátima Bernardes e Manu Gavassi fazem dancinha do BBB20 ao vivo no Encontro - Portal Overtube Fátima Bernardes e Manu Gavassi fazem dancinha do BBB20 ao vivo no Encontro - Portal Overtube

Fátima Bernardes e Manu Gavassi fazem dancinha do BBB20 ao vivo no Encontro

Manu Gavassi e Fátima Bernardes dançam no Encontro (Reprodução)

Manu Gavassi e Fátima Bernardes dançam no Encontro (Reprodução)

Diferente de Rafa Kalimann Thelma AssisManu Gavassi não esteve com a apresentadora Fátima Bernardes no Encontro. A moça decidiu retornar para sua casa, em São Paulo, e só conversou com o programa na manhã desta terça-feira (5).

Durante a conversa por videoconferência, a ex-BBB, a comandante do matutino e o comentarista André Curvello se divertiram. Manu ensinou aos dois como fazer sua dancinha que ficou famosa no BBB20 ao som de Don’t Start Now, música da cantora Dua Lipa.

Ainda em sua participação, Gavassi ainda falou sobre sororidade. Questionada sobre o assunto por Fátima, ela relembrou o plano dos homens do reality show, que pretendiam desestabilizar as mulheres e ganhar o jogo, o que acabou não acontecendo.

“Sororidade é irmandade, né? É você saber que a outra mulher passa por coisas que você também passa a vida inteira, e você ter empatia, se unir, se ajudar. Eu acho que, mais eu ter falado essa palavra, a gente viveu isso”, relembrou.

Na sequência, Manu Gavassi disse que elas se uniram por algo que aconteceu a duas meninas. “A gente tinha acabado de se conhecer. A dor de um cara falar aquilo a respeito de duas meninas que estavam convivendo com a gente, doeu em todas as nós”.

Descobertas

E ela deixou claro que sororidade não significa criar amizade com ninguém. “Não é ser melhor amiga de todo mundo, não é isso. É você ter respeito. É independente de amizade, vai muito além. Vi muita gente questionando isso”.

O Big Brother Brasil também foi positivo para que Manu descobrisse coisas sobre ela mesma. “Descobri que tenho habilidades sociais. Sempre fui mais quietinha, mais na minha, de poucos amigos. Me jogar no desconhecido nessa maneira, com pessoas muito diferentes de mim, foi o maior desafio”.

“Descobri que tenho capacidade de conversar com todo tipo de pessoa, de me identificar com todo tipo de pessoa. Tenho força de me posicionar a respeito de tudo que acredito. Não tenho medo de ser vulnerável, de errar, mostrar fraqueza, e isso é muito bonito, muito humano”, concluiu.

Veja a dança de Manu Gavassi, Fátima Bernardes e André Curvello:

Top