Globo cria regras rígidas para os funcionários nas Eleições 2022

A logomarca da Globo (Imagem: Reprodução)

A logomarca da Globo (Imagem: Reprodução)

As Eleições 2022 estão se aproximando. Sempre preocupada com o que seus funcionários falam e fazem nesse período, a Globo já começou a falar sobre o assunto com seus atores e apresentadores e anunciou novas regras para posicionamentos políticos.

A Folha de S.Paulo conversou sobre o assunto com a emissora, que revelou que “não apoia qualquer candidato” e que “política interna sobre eleições é ainda mais rigorosa do que a lei, em linha com sua posição de neutralidade e isenção”.

O canal deixa claro, no entanto, que seus contratados não são impedidos de declararem seus apoios durante entrevistas ou eventos, por exemplo. O ex-BBB Gil do Vigor chegou a participar do casamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que é pré-candidato para 2022.

Leia outras notícias de hoje Portal Overtube:

Ana Maria Braga preocupa fãs ao faltar mais uma vez ao Mais Você

Elizangela pode ser cortada de novela da Globo por não se vacinar contra Covid

Globo impõe regras

A regra é simples: os funcionários não poderão vincular seus posicionamentos políticos à Globo. Como exemplo, a publicação explica que os atores não podem usar seus personagens em novelas ou séries para declararem apoio a um candidato ou partido.

“Não existe uma proibição de manifestações políticas pessoais dos talentos artísticos, mas elas tem que ser feitas no âmbito privado do talento e não podem comprometer a percepção do público sobre a isenção da empresa”, diz a emissora.

Vale lembrar que a Globo também está de olho nos funcionários que não se vacinaram. De acordo com uma publicação, a emissora anunciou que poderá demitir os colaboradores que não estiverem imunizados contra a Covid-19. Leia a matéria completa clicando aqui.

Top