X
publicidade:

Globo é monitorada pelo Ministério da Justiça por excesso de casos policiais no Encontro

Patrícia Poeta entrevista convidada da plateia no Encontro (Reprodução/Globo)

A Globo passou a ser monitorada pelo Ministério da Justiça após o Encontro apostar na discussão de casos policiais. Notificada, a emissora ganhou uma segunda chance e deverá diminuir a sua asta nas pautas policialescas para não ter sua classificação indicativa alterada.

De acordo com o site Notícias da TV, a classificação indicativa do Encontro com Patrícia Poeta foi alterada para “não recomendado para menores de 12 anos” devido a sua cobertura de crimes. No entanto, a Globo entendeu que a decisão foi exagerada e recorreu.

O DPJUS (Departamento de Promoção de Políticas de Justiça) entendeu que o Encontro possui “tendências de angústia, arma com violência, ato violento, presença de sangue, morte intencional, assédio sexual e descrição de violência, sendo estas a de maior destaque”.

No entanto, o órgão também entendeu que o programa aborda as pautas de forma positiva, fazendo uma reflexão e prestando serviço aos telespectadores. “Na maior parte das identificações, entretanto, há a apresentação de algum contraponto, tentando mitigar o impacto do conteúdo e, por vezes, a apresentação de conteúdo positivo, quando da condenação clara e objetiva dos atos, suavizando as consequências para o público que faz parte da audiência do programa”.

Apesar disso, o DPJUS completou: “Entretanto, há algumas sequências em que mesmo o conteúdo positivo e o contraponto não são suficientes para diminuir o impacto imagético apresentado”.

Leia também:

Quanto ganham os apresentadores do SBT? Saiba quem é o apresentador mais bem pago da emissora

Giovanna Antonelli vai se aposentar? Atriz anuncia pausa na carreira após Travessia

Globo recorre de decisão e passa a ser monitorada

Após recorrer da decisão, a Globo recebeu uma segunda chance do Ministério da Justiça. Desta forma, o monitoramento do Encontro com Patrícia Poeta continuará afim de identificar se as pautas continuam sendo excessivamente abordadas no programa.

De acordo com o site Notícias da TV, o monitoramento deve durar 30 dias e se nesse período não ocorrer nenhuma infração, a classificação indicativa de “não recomendado para maiores de 10 anos” volta a ser aplicada ao Encontro com Patrícia Poeta.

“Neste momento, defere-se o pedido de reconsideração apresentado, porém determina-se a continuação do monitoramento por mais 30 dias. Em que pese ser possível a manutenção de ‘classificação indicativa de não recomendado para menores de 10 (dez) anos’, de forma muito limítrofe, a reiteração de conteúdos similares aos descritos nos itens acima poderá ensejar a alteração da indicação etária”, diz o comunicado do Ministério da Justiça, divulgado pelo Notícias da TV.

Segundo a publicação, a Globo acatou a decisão e prometeu fazer adaptações no Encontro para se adequar a classificação indicativa requerida (“não recomendado para menores de 10 anos”).

publicidade:
Categorias: Televisão
Paulo Victor: Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
publicidade:
Notícias relacionadas
Leave a Comment

This website uses cookies.