Globo pede renovação da emissora por 15 anos; Bolsonaro promete dificultar nova concessão

Globo pede renovação de concessão em meio ao governo Bolsonaro

Globo pede renovação de concessão em meio ao governo Bolsonaro

Há 57 anos no ar, a Globo pode ter pela primeira vez dificuldades para renovar sua concessão. A emissora pediu nesta terça-feira (20) ao Ministério das Comunicações a renovação da concessão das cinco emissoras que mantém em cinco locais do país – Recife, Belo Horizonte, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro.

Vale lembrar que apesar de estar disponível em todo o país, apenas nessas cinco localidades a Globo possui emissoras próprias. Nos demais locais, ela é retransmitida em rede nacional por afiliadas.

De acordo com a lei, a cada 15 anos a concessão de retransmissão da TV deve ser renovada. Desta forma, a Globo segue a lei ao iniciar os trâmites de renovação da sua concessão.

Leia também:

Lula vai ao debate do SBT? Campanha bate o martelo e petista anuncia decisão

Silvio Santos vai se aposentar? Patrícia Abravanel revela decisão do pai

Bolsonaro prometeu dificultar renovação da concessão da Globo

O presidente Jair Bolsonaro (PL) tem feito ataques a Globo nos últimos anos e já expressou que poderia dificultar a renovação da concessão da Globo.

Em entrevista em fevereiro deste ano para a Rádio Tupi (RJ), Bolsonaro lembrou que o pedido de renovação da Globo deveria ser feito ainda durante o seu primeiro mandato e próximo as eleições 2022.

“Da minha parte, para todo mundo, você tem que estar em dia [com a documentação para obter a concessão]”, falou o candidato a reeleição. “Não vamos perseguir ninguém, nós apenas faremos cumprir a legislação para essas renovações de concessões. Temos informações de que eles vão ter dificuldades”, revelou.

Apesar de dizer que a Globo terá dificuldades para renovar sua concessão, é de quase zero as chances do presidente impedir a renovação do canal. Segundo a Folha de S. Paulo, o governo pode tentar atrasar a análise das documentações pelo Ministério das Comunicações, mas ainda assim a concessão continuará valendo até um novo aval.

Após a análise do Ministério das Comunicações, o pedido segue para o Presidente da República para aprovar ou reprovar por meio de decreto ao Congresso Nacional. O Parlamento, no entanto, é quem dá a última palavra, sendo a aprovação da renovação da concessão da Globo mais provável de acontecer.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top