Globo pode voltar a exibir novelas de Carlos Lombardi após hiato de 15 anos

Carlos Lombardi escreveu a novela Kubanacan para a Globo

Carlos Lombardi escreveu a novela Kubanacan para a Globo

Carlos Lombardi pode voltar a ter suas novelas exibidas na Globo após 15 anos. Esse é o tempo que a emissora carioca não exibe uma trama do autor, desde que foi ao ar Pé na Jaca, em 2007.

De acordo com o site Natelinha, A Globo pode escolher um entre dois grandes sucessos de Lombardi na faixa das sete para substituir O Cravo e a Rosa na programação das tardes.

Segundo a publicação, o diretor de entretenimento Ricardo Waddington teria sugerido duas novelas de Carlos Lombardi para ocupar a primeira faixa de reprises nas tardes da Globo. A sugestão de Waddington teria sido avaliada positivamente pelos responsáveis pela programação do canal carioca.

A informação relata que embora a Globo ainda não tenha decidido qual novela substitui O Cravo e a Rosa, Amauri Soares – responsável por definir a programação – teria se agradado da sugestão do diretor de entretenimento.

Leia mais no Portal Overtube:

Nazaré Tedesco pode voltar em novo projeto de Aguinaldo Silva

Final de O Clone: Ranya muda de lado, ajuda Khadija e arma plano contra Said

Qual novela de Carlos Lombardi deve ser exibida pela Globo?

A Globo deve exibir Uga Uga (2000) ou Kubanacan (2003) no lugar de O Cravo e a Rosa na faixa após o Jornal Hoje caso a cúpula da emissora acate a sugestão de Ricardo Waddington, adiantou o Natelinha.

De acordo com o site, Waddington e José Luiz Villamarim pretendem testar a primeira faixa de reprise com o estilo de novelas de Carlos Lombardi.

Exibida quase na íntegra, faltam pouco mais de 100 capítulos para O Cravo e a Rosa chegar ao fim. Assim sendo, a Globo deve demorar para definir a substituta da trama de Walcyr Carrasco nas suas tardes. É provável que a confirmação venha entre os meses de julho ou agosto.

Além de Uga Uga, Kubanacan e Pé Na Jaca, Carlos Lombardi escreveu a minissérie Guerra e Paz, que foi ao ar na Globo em 2008. Posteriormente, sem emplacar nenhum novo produto de dramaturgia na emissora, migrou para a Record. Lá, escreveu a novela Pecado Mortal.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top