Globo promoverá nova leva de demissões no jornalismo

William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

William Bonner e Renata Vasconcellos no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

A Globo caminha para mais uma leve de cortes no jornalismo neste ano de 2022. Depois de vários jornalistas do alto escalão da emissora terem sido desligados da emissora em 2021, parece que este ano trará novos cortes.

De acordo com o jornalista Gabriel Perline, do IG, jornalistas da Globo devem deixar a casa em 2022. Estariam na berlinda os nomes que já possuem muito tempo de casa e que recebem “supersalários”. Os valores seriam considerados desproporcionais a atual realidade do país.

Segundo o jornalista, são nomes do vídeo que estão ameaçados, entre apresentadores e jornalistas. Estes nomes já teriam aparecidos em listas de demissões de 2020 e 2021, mas acabaram ficando de fora e foram salvos da demissão.

Quem será demitido da Globo?

De acordo com o jornalista Gabriel Perline, a nova lista de demissões do jornalismo da Globo para 2022 apresenta um critério. A emissora deverá levar em consideração o salário e a produtividade do jornalista. Quem produz pouco e ganha altos salários deve aparecer na lista.

Nos últimos anos a Globo tem prezado pelos jornalistas que apresentam versatilidade tanto no vídeo quanto internamente. A ideia é aproveitar aqueles que sejam capazes de produzir conteúdo para as diversas plataformas do grupo. Podcasts, reportagens especiais para a TV – seja para o jornalismo, seja para o entretenimento -, produção de documentários para o Globoplay, entre outros produtos estariam entre os serviços que a Globo deseja mais engajamento dos jornalistas, além do básico que já estão acostumados a fazer.

Nomes como o de Murilo Salviano e Tábata Poline, por exemplo, tem agradado a cúpula do jornalismo da emissora. Os dois apresentaram o especial Fé na Vida, que foi exibido em três episódios no horário nobre da Globo no final de 2021.

Outros nomes como Denise Thomaz Bastos e Luiza Vaz também são exemplo daqueles que saíram do “feijão com arroz” e fizeram diferente. Os dois comandaram o elogiado Mistura Paulista. Daniella Dias é mais um destaque, que mesmo com apenas oito meses de Globo já foi promovida a apresentadora do Expedição Rio.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top