GloboNews interrompe link ao vivo de repórter após gritos de 'Globo lixo' - Portal Overtube GloboNews interrompe link ao vivo de repórter após gritos de 'Globo lixo' - Portal Overtube

GloboNews interrompe link ao vivo de repórter após gritos de ‘Globo lixo’

O repórter Vladimir VIlaça, da Globo (Reprodução)

O repórter Vladimir VIlaça, da Globo (Reprodução)

Nos últimos tempos os repórteres da TV Globo estão passando por muitas situações constrangedoras durante suas entradas ao vivo, seja na emissora da TV aberta ou na própria GloboNews. Mais um incidente interrompeu uma transmissão nesta segunda-feira (25).

O repórter Vladimir Vilaça, que é muito conhecido do público de Belo Horizonte, em Minas Gerais, e também por já ter feito diversas entradas em rede nacional, teve sua reportagem interrompida por gritos de ‘Globo lixo’.

Tudo aconteceu durante a exibição da edição das 10 do Jornal GloboNews. A capital de Minas iniciou o processo de flexibilização do comércio e vários estabelecimentos puderam reabrir depois de quase dois meses de regras mais duras por conta do isolamento social.

Enquanto conversava com o público a respeito do tema, Vladimir acabou sendo interrompido por uma mulher que começou a gritar ‘Globo lixo’ repetidas vezes. A princípio, o repórter prosseguiu sua fala, mas os gritos foram ficando mais altos e o texto dele começou a ficar inaudível.

Por conta disso, Aline Midlej, que apresentava a atração da GloboNews, acabou interrompendo a transmissão e lamentou o ocorrido. “Lamentável ver uma figura, diante do que a gente está enfrentando, atrapalhar e desrespeitar o trabalho de um repórter. Simplesmente não dava mais para ouvir ele diante dos gritos dessa senhora”, disse ela.

+ TV

FIlho de William Bonner tem CPF fraudado em auxílio emergencial

William Bonner, âncora do Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)
William Bonner, âncora do Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

O jornalista William Bonner voltou às redes sociais para fazer um desabafo. O apresentador do Jornal Nacional revelou que seu filho foi vítima de fraudadores que usaram seu nome e CPF para fazer o pedido do auxílio emergencial de R$ 600 do governo. Leia a matéria completa clicando aqui.

Top