Lacombe diz que a Globo quer derrubar Bolsonaro: "Omite o bom e inventa o ruim" - Portal Overtube Lacombe diz que a Globo quer derrubar Bolsonaro: "Omite o bom e inventa o ruim" - Portal Overtube

Lacombe diz que a Globo quer derrubar Bolsonaro: “Omite o bom e inventa o ruim”

Luis Ernesto Lacombe era apresentador da Globo antes de ir para a Band, onde apresentou o Exathlon Brasil (Divulgação/Band)

Luis Ernesto Lacombe era apresentador da Globo antes de ir para a Band, onde apresentou o Exathlon Brasil (Divulgação/Band)

Depois de longos anos trabalhando na Globo, o jornalista Luís Ernesto Lacombe foi demitido em 2017. O famoso retornou à televisão no ano passado com o programa Aqui na Band e acabou sendo desligado da emissora depois de polêmicas no matinal.

Muito envolvido com questões políticas e um defensor de presidente Jair Bolsonaro, Lacombe acaba de ser contratado pela RedeTV! e foi procurado pela coluna de Leo Dias, do Metrópoles, para falar sobre o tema.

Durante a conversa, o ex-contratado da Globo não teve o menor receio em detonar sua antiga casa. “Praticamente omitem o que há de bom deste governo, ou inventam ou aumentam o que há de ruim”, disparou ele, que falou sobre a “guerra” do canal com o governo.

“Acho que a Globo está numa guerra contra um governo, milita e faz de tudo para derrubar um presidente. Eventualmente eles erram a mão e erram a mão feio”, afirmou Lacombe, que trabalhava no jornalismo esportivo da emissora.

Jornal Nacional

Na sequência, Luís Ernesto Lacombe diz que o Jornal Nacional errou em algumas ocasiões. Ele relembra da houve a divulgação da reunião ministerial do dia 22 de abril e cita o apresentador William Bonner, âncora e editor-chefe do telejornal.

“O Bonner chama um trecho de uma fala do Bolsonaro e diz que durante a reunião o presidente pediu para Moro que fosse blindado. Aí roda o trecho da entrevista e mostra que Bolsonaro disse ao contrário, que não quer ser blindado”, afirma.

Na sequência, relembra a correção. “Cinco minutos depois, Bonner volta e faz a correção: ‘Erramos e, como vimos nas palavras do próprio presidente, ele pediu para não ser blindado’. No mesmo dia, quatro horas depois, no Jornal da Globo, cometem o mesmo erro. Chama o mesmo texto e 15 minutos depois, o repórter corrige”.

“Como você comete um erro no Jornal Nacional e comete o mesmo erro no Jornal da Globo? É estranho, bem estranho”, questionou. “A Globo comprou o politicamente correto, assim como muitas empresas compram um discurso humanitário, emocional, mas vazio, sem fundamento, para conquistar o público. Esse politicamente correto é nefasto”, afirma Lacombe.

O apresentador ainda opina: “Você tem uma emissora que briga contra o governo e aposta todas as suas fichas no progressismo. Para mim, prega um mundo irreal. Eu defendo um jornalismo isento, mas posicionado. Você não pode ser militante”.

Por fim, Lacombe nega ser bolsonarista e diz que não concorda com tudo o que o presidente faz. “Ele queria o Fundeb, e eu sou contra. Eu não sei qual é o dedo que tem do Bolsonaro nisso, mas eu sou totalmente a favor da Lava Jato. E o Augusto Aras [procurador-geral da República] está numa guerra contra a Lava Jato”, concluiu.

Top