Marcão do Povo é afastado do SBT após pedir campos de concentração contra coronavírus - Portal Overtube Marcão do Povo é afastado do SBT após pedir campos de concentração contra coronavírus - Portal Overtube

Marcão do Povo é afastado do SBT após pedir campos de concentração contra coronavírus

Marcão do Povo

Marcão do Povo

O dia começou com uma grande polêmica envolvendo o apresentador Marcão do Povo, do SBT. Enquanto apresentava a edição desta quarta-feira (8) do Primeiro Impacto, ele chamou a atenção ao propor campos de concentração para evitar o coronavírus.

Nas redes sociais, a declaração feita por Marcão gerou muita revolta entre os internautas e os telespectadores pediram para que a emissora de Silvio Santos tomasse uma atitude. Durante a tarde o canal decidiu se posicionar e anunciou o afastamento do comunicador.

De acordo com informações divulgadas pelo colunista Maurício Stycer, do portal UOL, uma reunião foi realizada dentro da emissora e a decisão foi tomada. Essa não é a primeira vez que o SBT toma uma atitude parecida com funcionários que se envolvem em polêmicas.

As declarações de Marcão do Povo

Em sua fala, que gerou muita revolta na web, ele chegou a dar exemplos de como a ideia “brilhante” poderia mudar os rumos do país. Atualmente, o Brasil conta com mais de 14 mil infectados pelo vírus e a quarentena já dura semanas.

“Na China, na cidade de Wuhan, pessoas que estavam com sintomas, que estavam com o coronavírus foram levadas e colocadas nessa cidade. Montaram vários e vários hospitais e as pessoas foram tratadas naquele local”, afirmou o contratado de Silvio Santos.

Na sequência, ele faz a sugestão. “Não seria interessante também, presidente, atenção presidente, montar um local, o Exército, Marinha, Aeronáutica… Montar um local aonde todas as pessoas que tivessem os sintomas, que tivessem o coronavírus, fossem levadas para esse local e bem cuidadas, bem tratadas ao invés de espalhar da maneira que está sendo aí?”, questiona.

“Todos os lugares montando, um gasto excessivo, as cidades paradas. Não seria interessante um local só para cuidar dessas pessoas? Não seria interessante pegar, por exemplo, o Exército, Marinha e Aeronáutica e montar um campo de concentração, de cuidado, com equipamentos mais sofisticados, com os melhores profissionais e colocar essas pessoas com problemas, sintomas?”, afirmou.

Top