Mesmo em baixa, Faustão na Band é sucesso de publicidade e faz emissora faturar

Faustão na Band enfrenta crise (Imagem: Reprodução/Band)

Faustão na Band enfrenta crise (Imagem: Reprodução/Band)

No ar na programação desde o mês de janeiro, o Faustão na Band não vem apresentando uma boa audiência nas últimas semanas. Isso não significa, no entanto, que a atração comandada pelo veterano apresentador não seja um sucesso em publicidade.

Embora os números sejam muito distantes dos atingidos por Fausto Silva na época da Globo, o comunicador continua sendo um dos mais prestigiados do Brasil pelo mercado publicitário. E isso reflete nos resultados comerciais do show.

De acordo com informações divulgadas pelo colunista Fefito, do portal UOL, o Faustão na Band representa nada menos do que 55% de todo o faturamento da emissora, ainda que esteja no ar há poucos meses.

A atração acaba de fechar com mais três grandes patrocinadores: Coca-Cola, Ambev e Swift. O programa também tinha vendido uma cota master de R$ 89 milhões para o banco Bradesco.

Leia outras notícias de hoje Portal Overtube:

Verdades Secretas 3 estreia em 2023? Globo toma decisão definitiva sobre novela

Gripado, Silvio Santos se afasta do SBT e proíbe que Patrícia Abravanel o substitua

Bailarinas do Faustão na Band esgotadas

Apesar do sucesso em faturamento, a baixa audiência ainda reflete nos bastidores da Band. Segundo Lucas Pasin, também do UOL, a onda de demissões entre as dançarinas do programa deixa muitas preocupações entre as profissionais que continuam na atração.

Em janeiro, 30 dançarinas estrearam junto com o programa de Fausto Silva na Band. Sete nomes já foram desligados, incluindo Paula Santos. Famosa por ter ganhado destaque na Dança dos Famosos, ela foi demitida.

Procurada, Paula disse que não gostaria de dar detalhes, mas afirmou que não tinha interesse em levar adiante as coisas que viveu na produção. Nas redes sociais, outras dançarinas que foram desligadas fizeram publicações enigmáticas sobre o programa, mas se recusaram a dar muitas informações.

Internamente, no entanto, as dançarinas estão passando por momentos difíceis. Além do risco de demissão, elas passam mais de 12 horas nos estúdios da Band, além de ensaiarem por vídeo durante a madrugada.

Por medo de perder o emprego, elas acabam aceitando algumas condições difíceis, como serem proibidas até de deixar o carro no estacionamento da emissora. As bailarinas ainda perdem dinheiro, já que, por falta de tempo, deixam de aceitar ações como modelo em eventos.

A Band foi procurada e negou todas as informações.

Top