Miriam Leitão detona Bolsonaro ao vivo na Globo: "Vergonha" - Portal Overtube Miriam Leitão detona Bolsonaro ao vivo na Globo: "Vergonha" - Portal Overtube

Miriam Leitão detona Bolsonaro ao vivo na Globo: “Vergonha”

A comentarista Miriam Leitão (Imagem: Reprodução/GloboPlay)

A comentarista Miriam Leitão (Imagem: Reprodução/GloboPlay)

A terça-feira (21) está sendo de muitas críticas ao presidente Jair Bolsonaro, que discursou na abertura da 76ª Assembleia Geral da ONU nos Estados Unidos. A jornalista Miriam Leitão falou a respeito na Globo.

Durante a edição de hoje do Bom Dia Brasil, a comentarista política detonou o governante. Ela afirmou que a viagem de Bolsonaro para Nova York, onde o evento acontece, é um “motivo para a gente ter vergonha”.

Questionada por Ana Paula Araújo sobre o que esperava do discurso, ela foi direta. “Não muito. Que ele não seja tão ruim quanto o primeiro discurso. O segundo já foi um pouquinho mais suave”, disse Leitão.

Veja também:

A Fazenda 13 | MC Gui detona Nego do Borel: “Deveria ter sido homem”

Globo tem dificuldade em escalar substituto para Tadeu Schmidt no Fantástico

Viagem “vergonhosa”

Na opinião de Miriam Leitão, apenas a viagem de Jair Bolsonaro para a cidade que serve como sede para o evento já é uma razão para se envergonhar. Ela citou que o presidente não pôde entrar em nenhum restaurante na cidade por não estar vacinado.

“Mas a viagem a Nova York já deu suficiente motivo pra gente ter vergonha. O país foi colocado na calçada. O presidente não pode entrar num restaurante, isso já é um resultado muito ruim”, disse ela. Bolsonaro chegou a comer pizza do lado de fora uma pizzaria.

Leitão ainda relembra que a assembleia é sempre muito importante e o Brasil tem a vitrine por ser o primeiro a discursar. “Esse privilégio sempre foi usado pelos governantes como um momento de falar pro mundo a nossa diplomacia da moderação”, pontuou ela, que voltou a criticar o político.

“Mas o presidente Bolsonaro, desde o primeiro discurso… Horroroso o primeiro discurso que ele fez… O segundo já foi um pouquinho melhor. E esse não tem grandes expectativas. O pior, na verdade, é a oportunidade perdida”, afirmou.

Na opinião da jornalista, o Brasil perde a chance de usar a assembleia como uma vitrine. “E, principalmente, nesse momento, que a voz do Brasil poderia ser muito mais ouvida. Época de mudança climática, nós somos uma potência ambiental. Esse era o momento de falar direito, mas o governo Bolsonaro escolheu a irrelevância. É isso que ele escolheu nos colocar”, encerrou.

Top