Passando dificuldades, ex-atriz da Globo e ainda não recebeu auxílio emergencial - Portal Overtube Passando dificuldades, ex-atriz da Globo e ainda não recebeu auxílio emergencial - Portal Overtube

Passando dificuldades, ex-atriz da Globo e ainda não recebeu auxílio emergencial

A logo da Globo (Imagem: Reprodução)

A logo da Globo (Imagem: Reprodução)

Raquel de Queiroz interpretou Narizinho na última versão do Sítio do Picapau Amarelo (Imagem: Reprodução)

Conhecida do público por interpretar a personagem Narizinho na última versão do Sítio do Picapau Amarelo, exibida originalmente pela Globo em 2007, a atriz Raquel de Queiroz está passando por um momento muito conturbado. Atualmente longe das telinhas e atuando como professora de balé, ela está com 24 anos e vem passando por algumas dificuldades por conta da pandemia do novo coronavírus. Sem conseguir trabalhar desde o início da crise, ela aguarda receber o auxílio emergencial oferecido pelo governo, mas ainda não foi uma das contempladas pelo benefício.

Em conversa com o site Notícias da TV, Raquel conta que se formou como professora e seguia dando aulas em uma escola de dança do Rio de Janeiro. O local, é claro, precisou suspender suas atividades graças à Covid-19, o que trouxe uma onda de dificuldades para a moça.

“Fico organizando, montando planilha de aula, essas coisas. A gente está sempre mandando vídeos para [as redes sociais da] escola. Mas não estou trabalhando nem recebendo. Estou contando com o auxílio, que não saiu até agora. Em análise eterna”, disse ela.

O distanciamento das novelas

Além de ter trabalhado como Narizinho no Sítio do Picapau Amarelo, Raquel de Queiroz também atuou em novelas da Globo como Páginas da Vida (2006) e Três Irmãs (2008).  Em 2010, quando ela tinha 15 anos, o contrato chegou ao fim e acabou não sendo renovado.

“Depois disso, eu não recebi nenhum convite, não tive novas oportunidades. E tive que me mudar [de casa], mudei de telefone, perdi contato com eles [produtores], não teriam como me achar. Não fiz nenhum curso de teatro porque eu precisava fazer um curso em que tivesse retorno [financeiro] imediato. Moro sozinha, tenho contas pra pagar”, desabafou.

Apesar do momento difícil, Raquel conta que ainda é lembrada por telespectadores. “Muitas pessoas falaram que eu fiz parte da infância delas, que me desejam todo carinho e sorte do mundo, sentem saudades de me ver na televisão. Eu fiquei em choque, fiquei muito feliz. A quantidade de mensagem que eu recebi, de carinho, de amor, é impagável”, diz.

Top