Regina Duarte dá chilique em entrevista da CNN e minimiza ditadura Regina Duarte dá chilique em entrevista da CNN e minimiza ditadura

Regina Duarte dá ‘chilique’ na CNN, minimiza ditadura e é detonada

Regina Duarte dá chilique em entrevista na CNN

Regina Duarte dá chilique em entrevista na CNN

A secretária de Cultura e atriz Regina Duarte vai entrar para a lista dos momentos mais constrangedores da TV Brasileira. Em entrevista exclusiva ao canal CNN, Duarte se irritou com a mensagem de Maitê Proença. Além disso, ela minimizou as mortes e torturas cometidas pelo Estado durante a ditadura militar. Nas redes sociais, o nome da ex-global aparece entre os assuntos mais comentados.

As polêmicas declarações de Regina Duarte começaram quando questionada sobre a morte de artistas vítimas do novo coronavírus. “Na humanidade, não para de morrer. Se você falar vida, do lado tem morte. Não quero arrastar um cemitério de mortos nas minhas costas, não desejo isso para ninguém. Sou leve, estou viva. Para que olhar para trás? Que horrível ficar arrastando cordéis de caixões. O covid está trazendo uma morbidez insuportável.”

O ápice da entrevista, no entanto, foi quando Daniela Lima, âncora da CNN Brasil, anunciou que Maitê Proença deixou uma mensagem para Regina, cobrando ações mais expressivas da secretária. Na mesma hora, a secretária deu um chilique. “Baixo nível isso? Vão colocar fala dela?”, questionou Regina, irritada. “Vocês estão desenterrando esse vídeo para quê? O que vocês ganham com isso?”, completou.

Regina Duarte acusou a equipe da CNN de “desenterrar os mortos”. Bastante irritada, Regina teve a entrevista interrompida pelo repórter, que estava visivelmente constrangido. Assista ao vídeo:

Top