Renata Vasconcellos gagueja na Globo ao anunciar condenações anuladas de Lula - Portal Overtube Renata Vasconcellos gagueja na Globo ao anunciar condenações anuladas de Lula - Portal Overtube

Renata Vasconcellos gagueja na Globo ao anunciar condenações anuladas de Lula

A jornalista Renata Vasconcellos (Imagem: Reprodução/TV Globo)

A jornalista Renata Vasconcellos (Imagem: Reprodução/TV Globo)

O assunto do momento no país é a notícia de que o ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal) anulou todas as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pela Justiça Federal.

O assunto mereceu até uma edição do famoso plantão da Globo, comandado por ninguém menos que a jornalista Renata Vasconcellos, que ancora o Jornal Nacional ao lado de William Bonner.

Quem acompanhou a exibição ao vivo na emissora, que interrompeu parte da Sessão da Tarde para dar a notícia, percebeu que Renata estava nervosa ao fazer o anúncio, gaguejando em alguns momentos.

Veja também:

Ana Maria Braga responde fala de Bolsonaro na Globo: “Sem mimimi”

Fátima Bernardes anuncia Encontro feito por mulheres, mas homem sai correndo

Renata gaguejou

“O ministro do Supremo Tribunal Federal, Edson Fachin, acaba de tomar uma decisão importante sobre as condenações do ex-presidente Lula determinadas pela 13ª Vara Federal de Curitiba”, disse ela, que leu as informações divulgadas pelo STF na sequência.

Ao encerrar a nota, ela acabou ficando confusa. “Agora, os processos serão analisados pela Justiça Federal do Distrito Federal, a quem caberá dizer se os atos realizados nos três processos podem ou não… ser validados e re… reaproveitados, é o que diz a nota”.

Na sequência, Renata Vasconcellos decide ler o comunicado mais uma vez, ainda gaguejando. “Com essa decisão, o ex-presidente Lula volta a ser elegível. Eu vou ler de… novamente para que fique bem claro”, afirmou.

Ao encerrar seu plantão, a jornalista afirmou que a Globo acompanharia o assunto ao longo da programação. Nas redes sociais, o assunto se tornou o mais comentado, entre pessoas que aclamaram e outra que criticaram a decisão.

Top