Repórter da Globo é agredido e ameaçado por homem em Aparecida - Portal Overtube Repórter da Globo é agredido e ameaçado por homem em Aparecida - Portal Overtube

Repórter da Globo é agredido e ameaçado por homem em Aparecida

A logo da Globo (Imagem: Reprodução)

A logo da Globo (Imagem: Reprodução)

Um profissional do Grupo Globo, que estava a serviço da GloboNews, foi agredido na última terça-feira (12) na frente do Santuário de Nossa Senhora Aparecida, na cidade de Aparecida, que fica no interior de São Paulo.

O repórter cinematográfico Leandro Matozo estava na companhia do jornalista Victor Ferreira. A equipe da emissora carioca estava cobrindo as comemorações da santa, que é considerada a padroeira do Brasil.

Um professor de escola público se aproximou de Leandro e Victor e começou a xingar a equipe, chegando a ameaçá-los. Na sequência, o agressor teria agredido Matozo fisicamente com uma cabeçada no rosto.

Veja também:

Datena faz novo barraco no Brasil Urgente: “Trouxas somos nós”

Áudio vaza e internautas ouvem Galvão chamar Neymar de “idiota”

Apoiador do presidente

De acordo com informações divulgadas pelo portal UOL, o SJSP (Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de São Paulo) disse que o agressor é professor de uma escola estadual em Mogi das Cruzes, que também fica em São Paulo, e apoiador do presidente Jair Bolsonaro.

Nas redes sociais, Victor Ferreira fez uma publicação em que fala sobre a agressão. Ele compartilhou uma foto de Leandro Matozo em que o repórter cinematográfico surge com as mãos e o rosto sujos de sangue.

“Já fiz denúncias graves e cobri tragédias com o @umdiadematozo. Hoje, no que deveria ser uma cobertura mais tranquila, dentro do Santuário de Aparecida, um apoiador de Bolsonaro nos abordou para insultar e deu uma cabeçada no meu amigo Matozo, rep. cinematográfico. Resultado”, disse ele, se referindo ao clique.

Veja a publicação original abaixo:

Top