Repórter da Globo vira piada ao confundir cachorro com canguru no Fantástico - Portal Overtube Repórter da Globo vira piada ao confundir cachorro com canguru no Fantástico - Portal Overtube

Repórter da Globo vira piada ao confundir cachorro com canguru no Fantástico

Repórter da Globo virou piada após confundir canguru com cachorro (Reprodução)

Repórter da Globo virou piada após confundir canguru com cachorro (Reprodução)

Um dos quadros de maior sucesso do Fantástico nas últimas semanas é o Isso a Globo Não Mostra. Usando de bom humor para fazer críticas políticas e sociais, o quadro também traz momentos inéditos dos bastidores da emissora.

Foi o caso, por exemplo, de uma gravação em que a repórter Nathalia Castro fez uma confusão durante uma matéria para o Bom Dia Rio. Ela acreditava estar vendo um canguru sendo levado por alguém, mas se tratava de um cachorro.

“Gente, aquilo é um canguru? É um canguru. É um canguru que ele está levando”, disse a repórter, impressionada. Outros membros de sua equipe tinham certeza que se tratava de um cachorro, mas ela não acreditou. A câmera fechou no cão e ela pôde constatar a verdade.

Aos risos, a profissional da Globo entendeu o que de fato tinha acontecido e divertiu a equipe. “Ai, tá com um problema na pata! Eu achei que fosse um canguru, cara!”. Um de seus colegas brincou: “Me dá esse microfone que hoje ela não pode fazer jornal, não, tá?”.

A exibição, é claro, chamou a atenção dos internautas, que se divertiram muito com o momento nas redes sociais.

Veja o trecho do Isso a Globo Não Mostra:

LEIA TAMBÉM: APÓS DISCUSSÃO COM BOLSONARO, JORNALISTAS SOMEM DO AR E LEVANTAM SUSPEITAS DE PUNIÇÃO DA GLOBO

Outro repórter foi ameaçado de morte

Um jornalista da Globo foi ameaçado de morte depois que uma de suas matérias foi exibida no Fantástico deste domingo (7). Se trata do repórter Carlos de Lannoy, que fez uma reportagem a respeito de um veículo que foi fuzilado no Rio de Janeiro por agentes do exército do estado.

Carlos usou sua conta oficial no Instagram para denunciar a ameaça que recebeu após informar sobre o ocorrido, que culminou na morte do motorista Evaldo Rosa dos Santos, de 51 anos de idade.

“Se você escolher falar m**** e defender bandido, é escolha sua. Seu m****! Se for errado paga com a vida! Mexeu com o exército, assinou sua sentença! Sua família vai pagar! Aguarde as cartas”, diz o print publicado pelo jornalista da Globo.

Jornalista responde e exército se pronuncia

No mesmo print, aparece a resposta de Carlos de Lannoy. “Você vai responder por essa ameaça. O que você fez não é apenas uma afirmação vergonhosa, infeliz e lamentável, mas um crime previsto em lei. Aguarde”, disse nos comentários.

O repórter da Globo ainda publicou o print em seu Twitter para que a história ganhasse mais notoriedade. “Minutos depois de fazer reportagem no “Show da Vida” sobre mais uma morte em blitz do exército, recebi essa ameaça no meu Instagram. Não ficará assim”.

De acordo com o portal UOL, o exército enviou uma nota em que respondia a matéria exibida e explicava o que, supostamente, teria de fato acontecido na ocasião. Foi informado que uma patrulha se deparou com um um assalto. Dois criminosos estariam a bordo do veículo e atiraram com os militares. Por sua vez, eles responderam.

Nascido no Uruguai em 1969, Carlos de Lannoy se mudou aos 10 anos de idade para o Brasil. Foi contratado pela GloboNews em 1996, sendo, na ocasião, correspondente no Oriente Médio. Atualmente ele trabalha diretamente para a Globo.

Top