Repórter da Globo vive situação constrangedora ao vivo com entrevistada - Portal Overtube Repórter da Globo vive situação constrangedora ao vivo com entrevistada - Portal Overtube

Repórter da Globo vive situação constrangedora ao vivo com entrevistada

A repórter Isabela Scalabrini passou situação constrangedora em BH (Reprodução)

A repórter Isabela Scalabrini passou situação constrangedora em BH (Reprodução)

A cidade de Belo Horizonte está passando por uma situação complicada nesta sexta-feira, 24 de janeiro. A capital mineira vem sofrendo com muita chuva e a previsão é de que os temporais façam estragos. Não é à toa que a Globo está fazendo uma programação especial.

Encontro com Fátima Bernardes não foi ao ar e deu lugar a um longo MG1 (equivalente ao SP1), que cobriu várias partes da cidade e mostrou o desespero de moradores. A Defesa Civil deixou a população em alerta, já que as chuvas podem chegar a 100mm.

No meio de tudo, já durante a tarde, a repórter Isabela Scalabrini acabou passando por uma situação inusitada e bastante constrangedora. A jornalista, que é uma das mais antigas da Globo Minas e já foi a âncora de jornais principais, estava na Av. Tereza Cristina, na região Oeste.

O local foi um dos mais afetados pela chuva do último domingo (19), então é um dos pontos mais frágeis da cidade por conta do Ribeirão Arrudas. Durante sua passagem ao vivo, Isabela chamou uma mulher que passava pelo local e pediu para conversar com ela.

Ela questionou para onde a moça e sua família estavam indo. Como resposta, a entrevistada disse que, na realidade, eles não pertencem ao local. “Nós pertencemos a parte aqui de cima. Fico tranquila, a parte de cima nunca nos afetou, o problema é a parte de baixo”.

Constrangimento ao vivo

Nesse momento, Scalabrini repara que a mulher está carregando uma trouxa de roupas e decide questionar. “Mas a senhora estava onde com as roupas? Veio pegas doações?”. Sem graça, a mulher respondeu. “Vim pegar doações, tem muita roupa”.

Depois de perguntar se a mulher está preocupada de morar por ali e com as pessoas da região, ela decide entender o motivo dela ter pegado doações, já que não está em área de risco. “Por que a senhora pegou as roupas? A senhora também está precisando, então?”.

Se virando, já tentando encerrar a entrevista, a mulher responde. “A gente precisa, na verdade todo mundo já pegou, já tá sobrando muita roupa ali. Nós não estamos pegando nada que é dos outros”, disse, deixando a repórter também sem graça.

“Não, claro que não, eu não quis dizer isso, absolutamente. Eu só queria esclarecer. Eu quis dizer que a senhora também está precisando”, se explicou. “A gente tá precisando, mas tem muita roupa aí. Tá bom?”, disse, saindo do local.

Veja o vídeo:

Top