Sandra Annenberg detona governos negacionistas na pandemia: "É inacreditável" - Portal Overtube Sandra Annenberg detona governos negacionistas na pandemia: "É inacreditável" - Portal Overtube

Sandra Annenberg detona governos negacionistas na pandemia: “É inacreditável”

Sandra Annenberg grava o Globo Repórter no quintal de casa

Sandra Annenberg grava o Globo Repórter no quintal de casa

Globo tem a difícil tarefa de relembrar os fatos mais importantes do ano na Retrospectiva 2020, que vai ao ar na emissora carioca na noite desta terça-feira (29). Pode parecer para alguns que poucas coisas aconteceram, mas o fato é que os últimos 12 meses entram para a história.

E todos esses acontecimentos serão mostrados pelas jornalistas Sandra Annenberg Glória Maria, que são as apresentadoras do Globo Repórter e vão comandar o especial, que vai ao ar logo depois da novela A Força do Querer.

Durante uma conversa com o jornal Extra, as duas falaram a respeito da Retrospectiva e aproveitaram o momento para dar algumas opiniões. Sandra, por exemplo, demonstrou incômodo com os governos que se mostraram negacionistas durante a pandemia do novo coronavírus.

“Ter que encarar, em meio a uma pandemia, governos negacionistas é inacreditável! Está aí, na nossa cara: vidas sendo perdidas aos milhares. Vai negar o que, exatamente? Outra coisa que me pegou foi ver nosso país tropical queimando. Agora, assistir ao discurso da Kamala, foi emocionante. Uma mulher negra e asiática no segundo papel mais importante do mundo! Estamos chegando lá, finalmente!”

Veja também:

Tatá Werneck debocha de processo da RedeTV! por rir da programação do canal

Repórter do Mais Você revela que pesava 136 kg e chora ao vivo: “Uma luta”

Glória Maria sensibilizada

Por sua vez, Glória Maria acredita que 2020 foi um ano bastante controverso. Embora admita que a pandemia transformou os últimos meses em um verdadeiro pesadelo, ela tem uma comemoração pessoal: sua recuperação após a retirada de um tumor.

“Pelo lado da pandemia, foi terrível; por outro, pessoalmente maravilhoso, porque foi o ano da minha recuperação. Faz exatamente um ano que eu passei pela cirurgia para retirar o tumor do cérebro e estou feliz, inteira, trabalhando, recuperada. Eu tive a certeza de que a vida é aqui e agora”.

Os movimentos raciais deixaram Glória sensibilizada. “Eles  fizeram parte da minha adolescência com Angela Davis e os Panteras Negras, e agora minhas filhas acompanham; a eleição de Kamala Harris para a vice-presidência dos Estados Unidos; e a enorme quantidade de crianças mortas por bala perdida no Brasil”, comenta.

Por fim, Sandra Annenberg diz que teve medo e refletiu muito. “Entendi o que era prioridade, o que podia ser postergado e o que não faz a menor diferença. As coisas tomaram outras dimensões, se realocaram. Acho que nunca olhei tanto para os outros com aquela sensação de “poderia ser comigo”. Empatia é a palavra de 2020. Se a gente não cuidar da gente, não cuida do outro”, encerrou.

Top