William Bonner lê novo editorial da Globo no Jornal Nacional e vira assunto na web - Portal Overtube William Bonner lê novo editorial da Globo no Jornal Nacional e vira assunto na web - Portal Overtube

William Bonner lê novo editorial da Globo no Jornal Nacional e vira assunto na web

William Bonner lê novo editorial no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

William Bonner lê novo editorial no Jornal Nacional (Reprodução/GloboPlay)

A confusão envolvendo a Globo e o presidente Jair Bolsonaro continua. O relacionamento entre as duas partes nunca esteve tão ruim e piorou na última terça-feira (29), depois que o Jornal Nacional revelou um depoimento feito por um porteiro do condomínio do político.

O governante, então, fez uma live em que se mostrou extremamente irritado, reclamou por vários minutos da emissora carioca e chegou a citar a concessão do canal. No dia seguinte, o telejornal, pela voz de William Bonner, fez um novo editorial para respondê-lo.

“A Globo não fez patifaria nem canalhice. Fez, como sempre, jornalismo com seriedade e com responsabilidade. Revelou a existência do depoimento do porteiro e das afirmações que ele fez. Mas ressaltou, com ênfase e por apuração própria, que as informações do porteiro se chocavam com um fato: a presença do então deputado Jair Bolsonaro em Brasília, naquele dia, com dois registros na lista de presença em votações”, iniciou Bonner.

Depois, o jornalista prosseguiu. “O depoimento do porteiro, com ou sem contradição, é importante porque diz respeito a um fato que ocorreu com um dos principais acusados no dia do crime. Além disso, a mera citação do nome do presidente levou o STF (Supremo Tribunal Federal) a analisar a situação”.

Em seguida, a Globo afirma lamentar que o presidente revele não conhecer a missão do jornalismo de qualidade da emissora. “E use termos injustos para insultar aqueles que não fazem outra coisa senão informar com precisão o público brasileiro, como faz hoje, mais uma vez, ao divulgar as conclusões do Ministério Público do Rio, que esclareceu que as declarações do porteiro não condizem com a realidade”.

“Sobre a afirmação de que, em 2022, não perseguirá a Globo, mas só renovará a sua concessão se o processo estiver, nas palavras dele, enxuto, a Globo afirma que não poderia esperar dele outra atitude. Há 54 anos, a emissora jamais deixou de cumprir as suas obrigações”, concluiu.

O novo editorial usou como base o mesmo lido por Renata Lo Prete no Jornal da Globo no dia anterior. Agora, no entanto, com as devidas alterações após os esclarecimentos feitos pelo Ministério Público do Rio de Janeiro.

Nas redes sociais, a fala de Bonner ganhou grande destaque. Veja a repercussão:

Top