Comentarista da CNN Brasil é acusado de homofobia: "Nunca ouvi tanta merd*" - Portal Overtube Comentarista da CNN Brasil é acusado de homofobia: "Nunca ouvi tanta merd*" - Portal Overtube

Comentarista da CNN Brasil é acusado de homofobia: “Nunca ouvi tanta merd*”

O comentarista Leandro Narloch, da CNN Brasil (Reprodução/CNN Brasil)

O comentarista Leandro Narloch, da CNN Brasil (Reprodução/CNN Brasil)

CNN Brasil gerou polêmica na tarde desta quarta-feira (8) nas redes sociais. Tudo aconteceu durante o programa Live CNN, que discutia em sua edição de hoje a decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de que homossexuais masculinos poderão doar sangue.

O que chamou a atenção foi o comentário feito pelo comentarista Leandro Narloch a respeito do caso. Ao ser chamado para dar a sua opinião sobre o tema, ele garantiu que se trata de uma “mudança pequena” e ainda afirmou que 25% dos gays de São Paulo têm HIV.

“A mudança na verdade é pequena, ela vai restringir mais a conduta, e não o tipo de pessoa, a opção sexual do indivíduo. Toda essa polêmica começou porque, não há dúvida disso, os gays, os homens gays, eles têm uma chance muito maior de ter Aids, né?”, afirmou.

Na sequência, Narloch citou uma suposta pesquisa realizada em 2018, mas não chegou a citar a fontes. “Em 2018, uma pesquisa mostrou que 25% dos gays de São Paulo eram portadores de HIV”, disse o comentarista.

“Opinião”

Leandro ainda opinou a respeito. “Mesmo que esse número seja exagerado, e de fato ele parece mesmo exagerado, o fato é que é dezenas de vezes maior, maior a chance do que na população geral. A questão é que outros critérios para exclusão já restringem os gays que têm comportamento promíscuo, né?”, prosseguiu.

O contratado da CNN Brasil ainda afirmou que a regra antiga era “injusta com os gays que se cuidavam”, citando o uso de preservativos. “Ou que tinham um parceiro só durante toda a vida. E se você simplesmente fizer uma regra, como já existem em vários hemocentros, que exclui as pessoas que têm muitos parceiros sexuais, ou sexo sem camisinha, você já retira todo o problema. Então aí é uma pequena mudança e, sim, muito boa”, finalizou.

O vídeo foi publicado no Twitter e os comentários foram muito negativos. “Rapaz, nunca ouvi tanta merd* na minha vida. E olha que acompanho Bolsonaro desde 2013, mas essa supera todas as merdas que o presidente já disse”, afirmou um internauta.

Veja o vídeo abaixo:

Top