X
publicidade:

Estupro de Alcides em Pantanal durou 5 horas; saiba como será

Juliano Cazarré protagonizará o estupro de Alcides na novela Pantanal (Reprodução/Globo)

Em Pantanal, a aguardada cena em que acontece o estupro de Alcides (Juliano Cazarré) está prestes a ir ao ar. O crime é cometido por Tenório (Murilo Benício) para se vingar do fato do peão ter sido amante da sua esposa Maria Bruaca (Isabel Teixeira).

Na primeira versão, Tenório castrava Alcides como vingança pela traição de Maria Bruaca. Agora, a produção do remake de Pantanal na Globo decidiu por mudar a cena polêmica.

“A gravação dessa sequência foi muito tensa, houve uma mudança em relação a primeira versão, antes o Alcides era castrado e nessa versão ficou indicado um estupro, mas optamos em deixar na perspectiva da Maria”, explicou o diretor de cena, Davi Lacerda, ao site Gshow.

De acordo com a Folha de S. Paulo, a cena demorou cinco horas para ser gravada e resultou em atores totalmente esgotados ao fim das filmagens. A atriz Isabel Teixeira, inclusive foi bastante elogiada pelo diretor, que conseguiu entregar através dos olhares a dor sentida por Alcides em cena.

Na versão de 1990 exibida pela Manchete, o pênis de Alcides era cortado numa cena bastante explícita, com direito a muito sangue na tela.

“Foi muito gratificante ver o comprometimento de todos. A entrega do elenco foi espetacular”, contou o diretor.

Leia também:

Giovanna Gold sobre encontro com a Zefa de Pantanal: ‘Cumprimentei e só’

Aguinaldo Silva revela mágoa após demissão da Globo

Como será o estupro de Alcides em Pantanal?

Nos próximos capítulos de Pantanal, após ser chamado de corno por Alcides, Tenório arrastará o peão para um quarto e promete que vai capá-lo para que ele se acalme. Bruaca gritará pedindo para que o grileiro não mate Alcides. Ela ainda dirá que ama o peão, arrancando risos nervosos do vilão, que garante para a dona de casa que fará algo pior do que a morte para Alcides.

Em seguida, ele entra no quarto, fecha a porta e tranca com a chave. Bruaca vai se arrastando até a porta e espia o que se passa lá dentro pelos espaços abertos da estrutura de madeira. Com pouca visão e ouvindo apenas os sons do que se passa dentro do quarto, Bruaca e o público logo entenderão o que se passa no local.

“A medida que a câmera se afasta, seus gritos vão se dissipando até só se ouvir os sons da boca da noite. O que se passa naquela tapera, talvez, nós nunca iremos saber”, escreveu o autor Bruno Luperi no roteiro entregue aos atores de Pantanal e divulgado pelo site Notícias da TV.

No fim da cena, Tenório abre a porta e se despede de Bruaca, mandando ela recolher o que sobrou do seu homem, já que a partir de então ele não servirá para certas coisas. Enquanto Bruaca surge desesperada, Alcides está imóvel, sentindo dor e vergonha.

Mais para frente, a violência sexual sofrida por Alcides ficará mais clara nas suas conversas com Bruaca e Zaqueu (Silvero Pereira). O peão dirá a Maria que preferia que Tenório tivesse o matado. Ele ainda dirá que não conseguirá mais ter relações sexuais com ela e sugerirá que ela procure outro homem.

Já para Zaqueu, Alcides questionará como ele soube que era gay. O ex-mordomo de Mariana (Selma Egrei) tentará entender a pergunta do peão, que acabará contando sem muitos detalhes o que Tenório fez com ele. Depois, Zaqueu se oferecerá para ajudar Alcides a matar Tenório.

publicidade:
Paulo Victor: Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
publicidade:
Notícias relacionadas
Leave a Comment

This website uses cookies.