Expulso do PSL, Frota dispara: "Como ator pornô, dei mais certo que Bolsonaro no Exército" - Portal Overtube Expulso do PSL, Frota dispara: "Como ator pornô, dei mais certo que Bolsonaro no Exército" - Portal Overtube

Expulso do PSL, Frota dispara: “Como ator pornô, dei mais certo que Bolsonaro no Exército”

Jair Bolsonaro e Alexandre Frota (Reprodução)

Jair Bolsonaro e Alexandre Frota (Reprodução)

A forte polêmica envolvendo o deputado federal Alexandre Frota e o presidente Jair Bolsonaro continua rendendo. Na última terça-feira (13), o político foi expulso do PSL por conta de suas declarações e decisões controversas.

Seguindo o momento conturbado, Frota concedeu uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo e colocou mais lenha na fogueira. Durante o papo, ele chegou a dizer que “deu mais certo no pornô do que Bolsonaro no exército”, além de afirmar que o presidente se mostra infantil.

“Ele não é burro, senão ele não chegaria onde chegou, mas é um idiota ingrato que nada sabe. Aquela cadeira de presidente ficou grande para ele e ele se lambuzou com o mel da Presidência. Bolsonaro se mostra, muitas vezes, infantil”, disparou o parlamentar.

Depois, Alexandre Frota afirma que Bolsonaro não está preparado para o cargo que foi eleito. “Para o qual eu, infelizmente, ajudei a elegê-lo”, disse ele, afirmando que o presidente é ‘inseguro, medroso e caricato’ e que acredita ‘nas próprias fantasias’.

O deputado ainda criou outra polêmica ao relembrar sua antiga carreira como ator de filmes pornográficos. “Bolsonaro não foi ninguém no Exército, saiu expurgado de lá, não foi brilhante, ou estou errado? Não estou. Eu, como ator pornô, dei mais certo do que ele no Exército”, alfinetou.

“Bolsonaro está fazendo parte de uma matilha cultural e social de extrema-direita, que assim como a esquerda, que durante muito tempo trabalhou isso, acham que vão dominar o país”, continuou o político.

A saída do PSL

No que diz respeito à sua saída do PSL, Alexandre Frota disse que ganhou uma “carta de alforria” e ainda associou sua expulsão à “libertação da ditadura bolsonarista”, além de garantir que Bolsonaro pediu sua expulsão para Luciano Bivar, presidente do partido.

Frota disse, ainda, que Bivar ficou “entre a cruz e a espada” e que os motivos, conforme muitos jornais afirmaram, foram as declarações feitas pelo deputado, em que ele alfinetou o governo e afirmou discordar de várias decisões.

“A impressão que eu tenho é que o Bolsonaro não saiu da campanha. Ele acha que o Palácio [do Planalto] é um palco. Ele tem que levantar as mãos para o céu por ele ainda ter do lado dele o Paulo Guedes, o Sergio Moro. Mas o castelinho de areia uma hora vai ruir e ele vai ficar perdido como um cachorrinho vira-lata numa montanha de lixo”, disparou ele.

Por fim, o parlamentar ainda disse que outros filiados do PSL estão insatisfeitos com o governo, mas garante que ninguém tem coragem de falar a verdade. Ele, é claro, não revelou nomes de pessoas ligadas ao partido que possam ser contra o governo.

Top