Luciana Gimenez revela pedidos de nudes por desconhecidos e desabafa: "Sensação nojenta" - Portal Overtube Luciana Gimenez revela pedidos de nudes por desconhecidos e desabafa: "Sensação nojenta" - Portal Overtube

Luciana Gimenez revela pedidos de nudes por desconhecidos e desabafa: “Sensação nojenta”

Luciana Gimenez (Divulgação/RedeTV!)

Luciana Gimenez (Divulgação/RedeTV!)

A apresentadora Luciana Gimenez decidiu desabafar nesta segunda-feira (9). Nova colunista do site IG, a moça publicou um texto a respeito do Dia Internacional da Mulher e falou a respeito do machismo, fazendo um desabafo a respeito dos pedidos de nudes que ela recebe com frequência.

“Mesmo sendo uma pessoa pública, não estou livre de homens que se acham no direito de me abordarem no direct com mensagens do tipo: ‘Você é uma gostosa, me manda um nude’, comentando sobre partes do meu corpo e, acreditem, até assediadores descrevendo coisas que gostariam de fazer comigo”, afirmou a contratada da RedeTV!.

Na sequência, ela ainda afirmou que em diversas ocasiões pensou em fechar seu Instagram. “Mas me questiono: por que eu tenho que me privar e me ‘esconder’ enquanto esses canalhas (muitas vezes casados) continuam por aí, fazendo o que fazem comigo e com outras mulheres? Até quando vamos ter que suportar isso? Até quando agressores sairão impunes?”, questionou.

Desabafo

Gimenez ainda falou sobre as mulheres que sofrem violência, já que o assédio é tratado como uma brincadeira para algumas pessoas. “O feminicídio nunca esteve tão em evidência, nunca foi tão falado e tristemente, nunca foi tão praticado. São Lucianas, Marias da Penha, Joanas, e muitas outras. Somos mulheres que aprendemos que não podemos baixar a cabeça e nos calar quando nos mandam, pois a nossa verdade e o direito de ocupar um espaço que é nosso incomodam”.

“Muitas vezes para lutar por esse espaço somos expostas aos mais diversos tipos de perigo. Milhares de trabalhadoras acordam às 5h da manhã e ainda à noite se arriscam por vielas e ruas deste país para garantir o sustento de sua família”, prosseguiu.

A apresentadora ainda disse que nada justifica violência. “Nós, mulheres, precisamos denunciar sem o medo de sermos julgadas e humilhadas em delegacias. Nossos gritos não podem ser de dor, e sim de liberdade”, disse.

“Nossos filhos devem ser criados com a consciência de que não têm direito de agredir ninguém, muito menos uma mulher! Eles não podem tocar o corpo de uma mulher sem seu consentimento e suas palavras não podem constranger a figura feminina”, concluiu.

Top