Luísa Mell é acusada por Astrid Fontenelle de racismo e intolerância religiosa - Portal Overtube Luísa Mell é acusada por Astrid Fontenelle de racismo e intolerância religiosa - Portal Overtube

Luísa Mell é acusada por Astrid Fontenelle de racismo e intolerância religiosa

A ativista Luísa Mell (Reprodução)

A ativista Luísa Mell (Reprodução)

A ex-apresentadora e ativista Luísa Mell voltou a se envolver em uma polêmica. A famosa defensora dos animais foi acusada pela apresentadora Astrid Fontenelle de racismo e intolerância religiosa.

Tudo começou com uma publicação feita por Mell em sua página oficial no Facebook. Ela exibiu fotos de um cachorro que sofreu uma série de mutilações e explicou o que, supostamente, teria acontecido ao animal.

“Não tenho palavras, só choro. Em nome de uma religião, de uma crença, em um ritual, esse filhotinho teve as duas patinhas de trás e as orelhas cortadas, lentamente. Conseguimos fazer seu resgate antes de seu ‘sacrifício final’ e ele está conosco agora”, dizia ela na legenda.

Depois, ela seguiu seu desabafo. “Não entendo por que ele tem que pagar com seu corpo, com seu sofrimento, a crença alheia. O que ele fez a esse Deus para que lhe causassem tanto sofrimento, tanta dor? Nunca, nunca vou entender. Nunca irei concordar. Minha religião sempre foi e sempre será meus atos. Ele está medicado, vai passar por cirurgia e precisaremos criar próteses para ele”.

Luísa Mell foi rebatida por seguidora

Uma mulher, então, usou seus comentários para desmentir o caso. “Luísa, você é cômica e uma sensacionalista de quinta. Tenha respeito. Em primeiro lugar, é uma fêmea e estava em tratamento em uma clínica veterinária após ter sido atropelada”, afirmou.

Outra seguidora da ex-contratada da RedeTV! decidiu questionar como a mulher sabia dessas informações. Ela afirmou, então, que é veterinária. “Fizemos (a análise) do corpo clínico neste caso”, garantindo, inclusive, que as fotos foram tiradas na clínica veterinária em que ela trabalha.

Os prints, então, foram parar nas redes sociais e chegaram à Astrid Fontenelle.”Luisa Mell, mais uma vez, em nome da causa que abraçou, se mostra racista e intolerante com as religiões de matrizes africanas e como é adulta, inteligente, já poderia ter estudado mais”, afirmou.

A contratada do GNT, então, usou seus stories do Instagram para falar mais sobre o caso. “Qual é o seu problema, Luisa Mell? Religiões de matrizes africanas nem fazem sacrifícios de animais domésticos, como cachorros e gatos. Ela vai ficar louca com os católicos no Natal matando peixe e peru para comer”, disse.

Luísa Mell, também na rede social, tratou de desmentir que a cachorrinha tivesse sido atropelada. “Nosso corpo de veterinários confirmou que não poderia ser atropelamento! Que eram lesões propositais!”.

Veja as publicações:

Top