A Que Não Podia Amar: Rogério exige que Bruno revele o que sente por Ana Paula - Portal Overtube A Que Não Podia Amar: Rogério exige que Bruno revele o que sente por Ana Paula - Portal Overtube
Você está lendo
Página inicial > Novelas > A Que Não Podia Amar: Rogério exige que Bruno revele o que sente por Ana Paula

A Que Não Podia Amar: Rogério exige que Bruno revele o que sente por Ana Paula

Bruno em cena de A Que Não Podia Amar (Reprodução/SBT)

Bruno em cena de A Que Não Podia Amar (Reprodução/SBT)

Quem acompanha as emoções de A Que Não Podia Amar, no SBT, sabe que o relacionamento entre Ana Paula (Ana Brenda Contreras) e Rogério (Jorge Salinas) já não é mais o mesmo. Eles já não estão juntos apenas pelo contrato, mas estão de fato apaixonados.

Na tentativa de garantir que nada interfira em seu relacionamento com a mocinha, o fazendeiro decide procurar Bruno (Julián Gil) para conversar e deixa bem claro que não o quer no meio de seu relacionamento, exigindo que ele fique bem longe de Ana Paula.

“Agora Ana Paula e eu estamos mais unidos que nunca. Por isso quero que você seja bem sincero. O que você sente pela minha esposa? Você a beijou no dia da sua formatura?”, quer saber o ex-vilão, sem rodeios.

Sem entender, Bruno diz que beijou Ana Paula há muito tempo, quando ele ainda nem era apaixonado. Rogério, no entanto, rebate dizendo que ela já tinha namorado. Ele se refere a Gustavo (José Ron), que estava com a mocinha naquela época.

“Sim, mas um homem precisa tentar, não? Além do mais, quando ela se decidiu pelo namorado, eu me afastei dela”, garante. O fazendeiro diz que, de qualquer forma, o não quer que Bruno se aproxime de Ana Paula e dá seus motivos.

Ele diz que agora a enfermeira não é apenas sua esposa, mas também sua mulher, deixando bem claro que o relacionamento entre eles já não é mais o mesmo. Gustavo chega ao local naquele momento e fica arrasado com o que ouve.

Sem se incomodar com a presença de Gustavo, Rogério segue o assunto. “Entendeu? Paula já é minha mulher. E está comigo não por obrigação contratual, mas por decisão própria”, diz ele. O engenheiro tenta se manter firme, mas está desconcertado com a informação.

 

Top