Band anuncia reprise de Floribella 15 anos após exibição original - Portal Overtube Band anuncia reprise de Floribella 15 anos após exibição original - Portal Overtube

Band anuncia reprise de Floribella 15 anos após exibição original

Juliana Silveira foi a protagonista de Floribella (Reprodução)

Juliana Silveira foi a protagonista de Floribella (Reprodução)

Band é mais uma emissora a ser impossibilitada de produzir conteúdo para a programação, tudo por conta da pandemia do novo coronavírus. Com isso, a emissora dos Bandeirantes acaba de anunciar que vai reprisar um de seus maiores sucessos em breve: a novela Floribella.

Exibida originalmente em 2005, a história foi escrita por Cris Morena, que também é responsável pela criação de Chiquititas. A trama é estrelada pela atriz Juliana Silveira e foi um fenômeno na ocasião, trazendo muitos fãs.

A reprise estreia apenas em julho, quando Ouro Verde chegar ao fim. Juliana usou sua conta oficial no Instagram para publicar uma imagem recente e fez questão de falar sobre uma das personagens mais importantes da carreira. “A Floribella tá diferente”, brincou ela, em uma publicação que você vê no fim desta reportagem.

Além da reprise a novela, a Band também anunciou que vai reexibir a primeira temporada do reality show MasterChef Profissionais. Além disso, também levará ao ar o programa Largados e Pelados, que faz muito sucesso na TV paga.

Conheça a história de Floribella

Maria Flor é uma jovem bela, alegre, inteligente e cheia de sonhos. Mesmo um tanto atrapalhada, ela não se deixa abalar pelos obstáculos e, com muita música, dança e jogo de cintura, enfrenta os desafios da vida. Flor perdeu a mãe, Margarida, muito nova e passou a viver sozinha, contando apenas com a ajuda de Titina – que era a melhor amiga de sua mãe – e seu filho Daniel, conhecido como Batuca. Flor é obrigada a ter vários empregos para sobreviver. Durante o seu tempo livre, canta em um grupo musical com Batuca e outros amigos: Tati, Juju e Di Caprio.

Flor acredita que o marido da mãe, um humilde marinheiro chamado Eduardo Miranda, é seu pai e espera que ele um dia volte do mar para vê-la. O que ela não sabe é que seu verdadeiro pai é Armando Bettencourt, um rico empresário falecido recentemente e que era casado com a ambiciosa Malva. Armando também era pai de Delfina e Sofia, filhas de Malva. Quando Flor estava para nascer, Malva – sabendo do romance do marido com Margarida – engravidou e, por isso, Armando desistiu de Flor e sua mãe. Um ano depois, Margarida casou-se com Eduardo e nunca revelou à filha quem era seu verdadeiro pai.

Tudo vai bem até o dia em que Flor é despejada da pensão onde vive e é obrigada a encontrar com urgência um novo lugar para morar. Ela vai então trabalhar na casa dos Fritzenwalden, onde passa a ser assistente da governanta, a alemã Helga Beethoven. Sua principal função é cuidar de seis irmãos com idade entre 8 e 25 anos. Os garotos são órfãos e o responsável pela família é o mais velho, Frederico. Para tomar conta dos irmãos e dos negócios, Fred foi obrigado a abandonar os estudos na Alemanha. E os sonhos também. Ele transformou-se em um homem rígido, infeliz e resignado com seu destino.

Porém, Fred redescobre a alegria por causa de Flor e os dois se apaixonam. A vida dos mais novos também muda radicalmente com a chegada da moça. Principalmente quando descobrem que nas horas vagas ela canta no grupo musical e começam a participar da banda sonhando com um futuro diferente do que Fred imaginou para eles. Tudo se complica quando Malva, madrinha de Fred e viúva de Armando Bettencourt, fica sabendo que o marido deixou toda a herança para sua filha bastarda, Maria Flor. A vilã decide tirá-la de seu caminho e casar Fred com sua filha mais velha, a bela e má Delfina.

View this post on Instagram

A Floribella tá diferente 😜 ❝ Os mais difíceis se tornam os melhores depois que o tempo passa e você consegue olhar aquela situação que te deu angústia ou que te fez sofrer e entende o quanto cresceu e amadureceu naquele período. É onde você é testado na sua ética profissional, como você escolhe as empresas que vai trabalhar, os personagens que vai aceitar, o que você quer contar para o público. Que mensagem você quer deixar? Qual será a sua marca? Sempre existe um aprendizado. O que eu entendi nesses anos é que você precisa confiar na sua intuição e no que te faz bem. Um desconforto é sempre necessário quando você resolve evoluir na vida profissional ou pessoal, mas o sofrimento em excesso é um sinal de que é preciso mudar de rota. Já passei por esses sinais e vou mudando a rota e os planos conforme eles vão acontecendo. ❞ ─ Juliana Silveira em entrevista para Vogue Brasil (@voguebrasil).

A post shared by Ju Silveira (@julianasilveiraatriz) on

Top