A Dona do Pedaço: Beatriz e Otávio encontram Virgínia A Dona do Pedaço: Beatriz e Otávio encontram Virgínia

A Dona do Pedaço: Beatriz e Otávio encontram Virgínia

Otávio (José de Abreu), Beatriz (Nathalia do Valle) e Virgínia (Duda Batista) em A Dona do Pedaço

Otávio (José de Abreu), Beatriz (Nathalia do Valle) e Virgínia (Duda Batista) em A Dona do Pedaço

Nos primeiros capítulos de A Dona do Pedaço, Zenaide (Maeve Jikings) e Virgínia (Duda Batista) estarão na rodoviária esperando um ônibus para São Paulo. Quando Miroel (Luiz Carlos Vasconcelos) e Vicente (Álamo Facó) chegarão para mata-las. Virgínia conseguirá fugir, enquanto Zenaide morrerá tentando protege-la.

A garota correrá pelas ruas e quase será atropelada pelo carro de Beatriz (Natália do Vale) e Otávio (José de Abreu). O casal resgatará Virgínia e a levará para o hotel onde estão hospedados. Virgínia contará para Beatriz e Otávio que seus pais morreram e que mora em um fazenda, mas não saberá falar onde fica o local. Beatriz decidirá adotar a criança.

“Beatriz, sabe que estamos muito errados, não sabe?”, questionará Otávio. Beatriz retrucará: “Estou errada por acudir uma menina solta na rua, que podia ser atropelada a qualquer momento? Pior, que estava assustada e com fome?”. O marido dirá: “Eu sei que você adora criança”. “Porque nunca tive a minha. A nossa”, responderá a esposa.

Ainda nesta cena de A Dona do Pedaço

“O certo seria levar essa menina pra polícia agora”, aconselhará Otávio. Beatriz indagará: “Ela já disse que não tem pai nem mãe. Nem sabe onde mora. Levar pra polícia, pra quê? Pra mandarem essa menina pra um abrigo, com centenas de menores abandonados?”. Otávio falará: “Ahhhh… eu estava esperando. Conheço você. Dentro dessa cabecinha há um plano. Você não me engana, Beatriz. Em vez de levar ao juizado de menores, ou coisa que o valha, você me pediu pra trazer a menina ao hotel, e um tempo pra comprar roupinhas. Diz logo o que está pensando. Acho que faço uma ideia”.

Beatriz responderá: “Sempre quis que a gente tivesse um filho. Mas não sou fértil. Não consegui dar um filho de presente pra você”. O marido dirá: “Já superei essa fase, a angústia… Não nego que sempre quis ser pai. Mas a fila de adoção é enorme. Ainda mais porque você tem exigências”. Beatriz apelará: “Queria uma menina. Parecida comigo. São anos na fila até aparecer uma. Otávio, essa menina, que está no quarto, caiu do céu”.

“Não temos nenhum direito a ficar com ela”, falará Otávio. Mas Beatriz já terá pensado em tudo para resolver a questão: “Direito, direito. Otávio, já sabemos que é órfã. E pobre. Usava roupas muito simples. Vamos levar a menina pra São Paulo. Pra nossa casa. Lá temos relacionamentos, bons advogados. A gente consegue a guarda da menina”.

Top