‘Carrossel’: resumo de sexta-feira, 03/06/2022

Carrossel – Confira tudo o que vai acontecer na novela no capítulo desta sexta, dia 03/06/2022:

Valéria afirma a Maria Joaquina que todos resolveram aplicar o castigo do silêncio nela porque ela não é uma pessoa amiga. Maria Joaquina diz não se importar com o que as pessoas pensam dela. Davi comenta com Maria Joaquina que se ela não se importasse não teria ficado doente, com febre. Valéria diz a Maria Joaquina que nunca mais dirigirá a palavra a ela e a chama de fofoqueira, metida e orgulhosa. Maria Joaquina retruca e diz que Valéria é tagarela e puxa-saco. As duas partem para a briga e se pegam pelos cabelos. Firmino chega, as separa e passa um sermão nelas. Ele ameaça levá-las à diretoria. As duas se engalfinham novamente. Daniel vai à sala de professores e conta a Helena que Valéria e Maria Joaquina estão brigando. Matilde espia o diário de Helena e desconfia de que os alunos gostam dela porque ela dá boas notas a eles. Helena flagra a professora Matilde olhando seu diário.

Cirilo oferece ajuda a Maria Joaquina, mas ela afirma que não precisa dele. Paulo dá parabéns a Valéria pela briga. Ele pergunta se ela colocou o CD na mochila de Maria Joaquina. Na sala de aula, Helena pergunta aos alunos quem colocou um CD de heavy metal no aparelho de som da professora Matilde. Ninguém se manifesta. Maria Joaquina comenta que aparelho de som é coisa do século passado, pois ela ouve músicas no mp3. Helena chama Valéria e Maria Joaquina para uma conversa particular. A professora pede que Graça fique com os alunos. Paulo comenta com Kokimoto que tem um plano; os dois começam a cochichar. Preocupado com a amada, Cirilo pergunta a Daniel se Maria Joaquina será castigada. No pátio, Helena pede para Valéria e Maria Joaquina parar de brigar.

Daniel comenta com Cirilo que Valéria e Maria Joaquina estão tomando uma bela bronca da professora Helena. Cirilo fala a si mesmo que amor e ódio caminham lado a lado. Ele reflete que se Maria Joaquina o xinga é por que o ama. Helena pede para Maria Joaquina e Valéria fazerem as pazes. As duas trocam olhares fulminantes e não fazem as pazes. Helena pede para Valéria retornar à sala. Helena aconselha Maria Joaquina a não guardar ressentimentos, não faz bem. Petulante, Maria Joaquina afirma que não guarda ressentimentos de Valéria, pois a despreza.

Enquanto Helena conversa com Maria Joaquina no pátio, os meninos fazem guerra de bolinhas contra as meninas. Graça está em desespero na classe, pois não consegue controlar a turma. No meio da confusão, Paulo diz para a Valéria colocar o CD de heavy metal na mochila de Maria Joaquina. Ela o faz. Decidida, Maria Joaquina revela a Helena que nunca mais dirigirá a palavra a Valéria. Ao chegar na sala, Helena flagra a balbúrdia dos alunos. A professora fica nervosa e faz todos arrumarem a bagunça. Paulo e Kokimoto pedem para ir ao banheiro, mas vão à sala de ciências. A dupla vai colocar em prática o plano que arquitetaram.

Paulo entra na sala de ciências. Kokimoto fica na porta como vigia. A dupla vai colocar em prática o plano que arquitetou. Professora Helena pede para Maria Joaquina e Valéria irem até a sala de ciências pegar o material para aula, as lâminas com insetos. Maria Joaquina não quer dirigir a palavra a Valéria e pergunta se ela precisa mesmo ir. Alícia afirma a Helena que está se sentindo mal, não está com um bom pressentimento. Maria Joaquina e Valéria entram na sala para pegar o material. Paulo está escondido dentro do armário. As garotas começam a procurar as lâminas com insetos que a professora Helena pediu. Elas começam a mexer nas experiências. Inimigas, as duas começam a se alfinetar.

Valéria chama Maria Joaquina de fofoqueira. O esqueleto que está atrás de Valéria começa a se mexer e coloca a mão no ombro da garota. É Paulo quem o está manipulando dentro do armário. Ao ver o esqueleto se mexer, Valéria desmaia. Ao ver a colega desmaiada, Maria Joaquina se desespera e tenta reanimá-la. Alícia vai à sala de ciências e vê Valéria desmaiada. Maria Joaquina pede para Alícia chamar Helena o mais rápido possível. Alícia corre até a sala e conta a Helena que Maria Joaquina matou Valéria. Maria Joaquina conta a Helena que Valéria estava muito assustada e desmaiou.

Valéria é levada para a enfermaria. Ela se recupera, retorna à sala de aula e revela que o esqueleto da sala de ciências se mexeu. Valéria agradece Maria Joaquina por ajudá-la. Olívia e Matilde vão à sala de aula e pedem para os alunos colocarem as mochilas sobre a mesa, pois vão revistá-las. Olívia encontra o CD de heavy metal na mochila de Maria Joaquina, que se defende ao dizer que não ouve aquele gênero de música. Cirilo defende a amada. Olívia pede a agenda de Maria Joaquina, pois dará uma advertência nela. Maria Joaquina cai em prantos. Ao ver o estado de Maria Joaquina, Valéria assume a culpa e revela que foi Paulo quem colocou o CD no aparelho de professora Matilde. Olívia ameaça expulsá-los.

Helena afirma a Olívia que Valéria e Paulo não precisam ser expulsos, pois ela mesmo dará uma castigo a eles. Helena coloca fone de ouvidos em Valéria e Paulo e fazem os dois ouvirem heavy metal. Rosa e Ricardo, pais de Valéria, conversam sobre o desmaio que a filha teve, pois é o segundo em tão pouco tempo. Preocupada, Rosa fala em levar a filha para fazer exames. Rosa elogia Valéria por ter feito as pazes com Maria Joaquina. Valéria afirma que no fundo Maria Joaquina é uma pessoa boa. Frederico e Inês, pais de Carmen, têm uma forte discussão. Frederico fala em pedir o divórcio. Carmen ouve a conversa dos pais às escondidas.

Top