Flora morre em A Favorita? Saiba tudo sobre o final da vilã

Patrícia Pilar como Flora em A Favorita

Patrícia Pilar como Flora em A Favorita

Flora morre no final de A Favorita? A vilã da novela de João Emanuel Carneiro promete dar a volta por cima e vai até fazer com que Donatela pare na cadeia. Com sede de vingança contra sua inimiga, a personagem de patrícia Pilar pode ter desfecho trágico no fim da trama, em reprise pelo Vale a Pena Ver de Novo, na Globo.

Quando A Favorita começa, Flora está saindo da prisão e pronta para provar sua inocência. Segundo Flora, foi Donatela que matou o marido para ficar com seu dinheiro e para isso, teve de acusar Flora para se manter impune.

Já Donatela afirma que viu Flora matar o marido. Ela diz ainda que a ex-amiga faz de tudo para afastá-la de Lara – sua filha e quem Donatela adotou após a prisão da mãe da jovem.

Ao longo do folhetim, Flora consegue angariar aliados como Dodi (Murilo Benício), que é seu ex-marido e que atualmente está com Donatela. Pronta para virar a chave da vingança, a grande revelação da trama só acontece no capítulo 60 da exibição original, quando Flora confirma que foi realmente ela quem matou Marcelo. Por ressentimento, ela não aceita ter sido culpada e busca vingança tentando colocar a culpa pelo crime em Donatela.

Leia também:

Tudo sobre A Favorita: história, vilã, quem fala a verdade e final

Saiba quais atores da novela A Favorita já morreram

Flora morre no final de A Favorita?

Flora fica viva no final de A Favorita. Ela leva um tiro da própria filha, mas acaba se salvando. No último capítulo da novela, Flora aparece para atrapalhar a lua de mel de Donatela e Zé Bob (Carmo Dalla Vecchia). Sabendo do que a vilã pretende fazer, Lara (Mariana Ximenes) e Irene (Glória Menezes) vão atrás dela.

Irene surge armada e aponta a arma para Flora, mas não tem coragem de atirar. Lara então toma a arma da avó e ameaça a própria mãe.

“Atira! Atira ou eu atiro em você”, dirá Lara para Flora.

“Mas olha só para isso… A vaquinha resolveu agir!”, debocha Flora. “Atira, filhinha. Aí você vai ser uma assassina como eu. Atira, Lara! Atira na sua mãe!”, provocará a vilã.

Lara então dirá que não a considera como mãe e que sua verdadeira matriarca é Donatela. Em seguida, ela atira em Flora, que cai no chão agonizando.

“Tá esperando o quê? Me mata, filha assassina! Eu disse que sua vida estava atrelada à minha. Você é uma assassina igual a mim. Agora vai: acaba comigo, me mata! Mata a sua mãe”, dirá Flora, caída no chão.

Donatela e Irene convencerão Lara a soltar a arma. Flora é levada entre a vida e a morte para o hospital mas, posteriormente, sobrevive.

Depois, a vilã é encaminhada para a prisão, onde surge trabalhando e com hematomas de surras que levou das detentas. Ela ainda muda de nome e passa a pedir que a chamem de Donatela.

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top