Mulheres Apaixonadas: Dóris leva uma surra após maltratar avós - Portal Overtube Mulheres Apaixonadas: Dóris leva uma surra após maltratar avós - Portal Overtube

Mulheres Apaixonadas: Dóris leva uma surra após maltratar avós

Dóris apanha de Carlão em Mulheres Apaixonadas (Imagem: Reprodução/TV Globo)

Dóris apanha de Carlão em Mulheres Apaixonadas (Imagem: Reprodução/TV Globo)

Um dos momentos mais esperados de Mulheres Apaixonadas vai ao ar na noite desta segunda-feira, dia 19 de outubro. Dóris (Regiane Alves) vai finalmente receber uma lição por maltratar seus avós, Flora (Carmem Silva) e Leopoldo (Oswaldo Louzada).

Depois de fazer mais uma desfeita para o casal de velhinhos, Carlão (Marcos Caruso) se irritará em vai perseguir a filha com um cinto. Depois que conseguir pegar Dóris, o patriarca da família lhe dará uma surra.

Ainda durante o capítulo, um acontecimento importante vai deixar Marina (Paloma Duarte) em prantos. A moça vai perder o filho que espera, fruto de seu casamento com Diogo (Rodrigo Santoro).

Veja também:

Carolina Dieckmann relembra foto careca em gravação de Laços de Família

Camila fica com Edu em Laços de Família?

Regiane Alves fala de Dóris

Em entrevista recente ao jornal O Dia, Regiane Alves falou a respeito de suas personagens em Mulheres Apaixonadas e Laços de Família. As duas, que estão sendo reexibidas, uma na Globo e a outra no canal Viva, mostram as maldades dos papeis da artista.

“Foi uma estreia para mim numa novela do Manoel Carlos, sem ter muita noção do que era uma novela das 8. Era uma época em que a gente gravava nas ruas. O Leblon parava. Eu me recordo dessas grandes parcerias que vieram, como o Tony (Ramos),a Deborah (Secco) e Giovanna (Antonelli). E, 20 anos depois, estamos aí. Ficou muito dessa experiência na minha vida e olha que eu fazia a chata da novela”, fala sobre Laços de Família.

Na sequência, ela cita Dóris. “Em Mulheres Apaixonadas, também tinha um núcleo familiar. E a gente estava fazendo um merchandising social. Era um assunto velado, no caso dos idosos. Eu não sei se existiu depois, na televisão, uma neta que pudesse falar todas aquelas barbaridades”, diz.

“E ainda fazendo com que o público torcesse para que o pai desse um corretivo nela. Era um movimento absurdo do tamanho da personagem. Em qualquer lugar, só se falava disso e hoje, 17 anos depois, as pessoas ainda falam de Dóris”, encerrou.

Top