Volta de Avenida Brasil no Vale a Pena Ver de Novo cria confusão na Globo - Portal Overtube Volta de Avenida Brasil no Vale a Pena Ver de Novo cria confusão na Globo - Portal Overtube

Volta de Avenida Brasil no Vale a Pena Ver de Novo cria confusão na Globo

Carminha e Nina em cena de Avenida Brasil (Reprodução)

Carminha e Nina em cena de Avenida Brasil (Reprodução)

Globo finalmente decidiu qual novela substituirá Por Amor (1997) no Vale a Pena Ver de Novo. Na tentativa de manter os índices da trama de Manoel Carlos em alta, a emissora carioca apostará em mais um sucesso: Avenida Brasil (2012).

O anúncio foi feito no último sábado (14) e muito comemorado nas redes sociais, já que a trama de João Emanuel Carneiro é um fenômeno. Apesar disso, sua escolha acabou criando uma confusão nos bastidores do canal.

De acordo com o site NaTelinha, tudo começou no último mês de junho. Naquela ocasião, o departamente de programação pediu sugestões de títulos para outras diretorias. América (2005) surgiu como favorita e seria uma espécie de presente à Glória Perez, que deixou de ser executiva de séries da emissora.

Segundo a publicação, a direção de dramaturgia não aprovava a escolha e acreditava que era uma decisão bastante arriscada. O medo é que ela acabasse sendo rejeitada como aconteceu com outros dois grandes sucessos: Celebridade (2003) e Belíssima (2005), que não renderam no Vale a Pena Ver de Novo.

A dramaturgia, então, enviou à programação mais duas sugestões: Páginas da Vida (2006) e Êta Mundo Bom (2016). O setor acreditava que manter uma trama de  Manoel Carlos poderia ser uma boa escolha, enquanto a segunda opção se tratava da maior audiência da década na faixa das seis.

Confusão sem fim

O departamento de produção, então, fez uma reunião para discutir o assunto e foi contra as sugestões. No caso da trama de Maneco, ela poderia saturar o universo do autor, enquanto a de Walcyr Carrasco era muito recente e, claro, um risco.

Enquanto isso, Avenida Brasil já estaria na ilha de edição há cerca de duas semanas. A atitude foi tomada na intenção de ter um grande produto pronto caso o impasse seguisse, já que a novela estava cotada para ir ao ar em 2020, quando a Globo comemora 55 anos.

A história rendeu tanta confusão que até a o jornal O Globo se viu envolvido. O ator Sérgio Guizé chegou a gravar uma chamada para o retorno de Êta Mundo Bom e a coluna de Patrícia Kogut informou na sexta-feira (13) que o folhetim tinha sido escolhido.

Mas foi neste mesmo dia que a decisão final aconteceu. Uma reunião entre Silvio de Abreu, diretor de dramaturgia, e Carlos Henrique Schroder, diretor-geral, finalmente colocou um ponto final na história.

Vale lembrar que a Globo apresentará muitas mudanças no dia 30 de setembro. A emissora estreia o programa Se Joga, deixa de exibir O Álbum da Grande Família e ainda substitui Órfãos da Terra por Éramos Seis na faixa das seis horas. Antes, no Jornal Hoje, Maju Coutinho assume a bancada.

O canal ainda não revelou a data de estreia de Avenida Brasil e das emoções finais de Por Amor.

Top