Helton quer fazer carreira na gastronomia após o MasterChef Brasil: “vou correr atrás” - Portal Overtube Helton quer fazer carreira na gastronomia após o MasterChef Brasil: “vou correr atrás” - Portal Overtube

Helton quer fazer carreira na gastronomia após o MasterChef Brasil: “vou correr atrás”

Helton entrega o avental do MasterChef Brasil (Foto: Divulgação/Band)

Helton entrega o avental do MasterChef Brasil (Foto: Divulgação/Band)

Eliminado deste domingo (28) no MasterChef Brasil, Helton revelou em entrevista ao site da Band que pretende fazer carreira na área da gastronomia.

O mineiro que foi eliminado do reality show culinário pela segunda vez disse que vai seguir o conselho de Paola Carosella, que após o anúncio da eliminação, pediu para que Helton não se deslumbrasse com a fama e que estudasse muito para alcançar seu sonho.

“A partir de agora eu pretendo estudar, focar na minha carreira. Realmente percebi que não sei muito de cozinha, vou seguir o conselho da Paola, pegar experiência, estudar muito”, disse o cozinheiro amador.

Após perder a primeira prova do episódio, Helton teve que enfrentar seus amigos Haila e Eduardo R. na prova de eliminação, o que ele considerou um erro de estratégia.

“A gente jogou muito mal, ir pra eliminação contra os dois foi muito tenso. Eu já estava muito preocupado. Eu ia ficar na equipe da Lorena, era uma estratégia, mas acabou dando no que deu”, revelou.

Pato de Pequim “é muito difícil”, diz o eliminado do MasterChef Brasil

Na prova de eliminação, Helton, Haila e Eduardo R. tiveram de preparar o famoso Pato de Pequim, seguindo a tradição da culinária chinesa. O cozinheiro amador considerou a receita difícil e não queria trabalhar com assado.

“Eu tinha conversado com a Haila que eu não queria que caísse assado de nada. Na hora que eu vi o pato foi um pesadelo”, contou.

Em seguida, continuou: “É muito difícil de fazer, um bom assado tem que ter o ponto rosado, ainda mais o pato, não pode estar seco, a pele crocante”.

Helton revelou ainda que pretende estudar gastronomia na famosa escola francesa Le Cordon Bleu. “Eu não tenho dinheiro para pagar o curso, mas eu vou tentar financiar. Na vida nada é fácil. Eu não nasci em berço de ouro, então vou correr atrás”, finalizou.

 

Paulo Victor
Professor e entusiasta da sétima arte, atua na internet há mais de dez anos produzindo conteúdo sobre séries e cinema, aprecia a dramaturgia para as diferentes telas.
Top