No Conversa com Bial, Tarcísio Meira relembra o início da carreira na Globo: "Era pobrinha" - Portal Overtube No Conversa com Bial, Tarcísio Meira relembra o início da carreira na Globo: "Era pobrinha" - Portal Overtube

No Conversa com Bial, Tarcísio Meira relembra o início da carreira na Globo: “Era pobrinha”

Tarcísio Meira no Conversa com Bial (Reprodução/GloboPlay)

Tarcísio Meira no Conversa com Bial (Reprodução/GloboPlay)

O programa Conversa com Bial, da Globo, recebeu na madrugada desta quarta-feira (6) o ator Tarcísio Meira, um dos maiores artistas de sua geração. Durante o papo com Pedro Bial, ele falou a respeito de diversos assuntos e relembrou momentos importantes da carreira.

Atualmente com 84 anos de idade e 60 na televisão, Tarcísio relembra que sua beleza costumava ser algo bastante comentado no passado. Bial exibiu imagens dele aos 34 anos e perguntou se ele se achava bonito. Com bom humor, ele explicou que não.

“Sinceramente, nunca me achei bonito, mas achei que tinha ângulos que tudo bem, mas vi um pedaço de uma novela chamada Espelho Mágico, meu filho me passou. Puxa, eu era um homem bonito! E comecei a compreender uma série de coisas, como por exemplo, os homens não gostavam de mim. Não gostavam, tudo bem. De uma maneira ou de outra eu sobrevivi”.

Questionada se ele entendia o motivo da antipatia, ele revelou que descobriu quando conheceu o ator Alain Delon. “Ele fez o possível para ser simpático, de se enturmar porque era o homem mais bonito do mundo, mas eu não gostei. E aí eu entendi porque. O homem bonito não agrada aos homens por alguma razão. É uma coisa antiga de concorrência, representa algum perigo”,

Glória Menezes

Citando a esposa Glória Menezes, com quem é casado há mais de 50 anos, ele falou que coisas boas e ruins chegaram com a idade. “A gente tem que aceitar ser velho e tirar alegrias da velhice. São poucas, mas são boas, como por exemplo a companhia de minha mulher, Glória Menezes. A gente se gosta muito, se curte muito e se cuida muito”, disse ele.

Um dos casais mais célebres da televisão, acima de tudo por terem atuado juntos em diversas ocasiões, Tarcísio explica que as pessoas se identificam muito com eles. “As pessoas são muito carinhosas sempre. Nós somos muito presentes na vida das pessoas, não é?”.

O ator ainda revelou quando conheceu a esposa. “Estávamos ensaiando quando a Glória subiu ao palco e eu fiquei olhando, gostei e falei: ‘Tem caldo’. Ela foi, atravessou o palco e subiu pela plateia onde estavam reunidos os diretores da companhia”.

Ele ainda contou que chegou à Globo por convite de Boni nos anos 1960, depois de 7 novelas na TV Excelsior. “Ele me chamou e eu fui até ganhando menos do que eu ganhava. Dinheiro nunca foi a coisa mais importante, mas eu acreditei no projeto, nas ideias, na juventude, na força, nas novidades e logo nos demos bem”.

“Doutor Roberto teve a audácia de fazer novela. A Globo era pobrinha, fazer novela era uma coisa cara, era muito mais fácil ter filmes, seriados americanos, como as outras emissoras”, comentou ele, se referindo a Roberto Marinho.

A entrevista completa de Tarcísio Meira no Conversa com Bial está disponível no GloboPlay.

Top